Intel torna público software que permite Stephen Hawking falar

Em 20 ago 2015 - 9:52pm por redação

O software que possibilita ao físico Stephen Hawking falar através de um computador está disponível agora como software live. Pode ser baixado gratuitamente por qualquer desenvolvedor, expandir o uso da aplicação e descobrir novas formas de utilizar a tecnologia.

Chamado de Assistive Context-Aware Toolkit (ACAT), o programa interpreta sinais visuais e os traduz em palavras, que são então “faladas” por uma voz sintetizada.

A Intel desenvolveu o programa, originalmente, para Hawking, mas ele já foi usado por outras pessoas com doenças do neurônio motor (que afetam as células que controlam a atividade muscular).

O software pode executar outras funções além de enviar textos para um sintetizador de fala. “Temos menus para acessar diferentes partes do computador”, disse Lama Nachman, engenheira-chefe da Intel. “Se você quer usar o Word, navegar na internet e falar você pode usar o ACAT para isso.”

Técnicos da companhia realizaram testes com diversos sensores, e esperam que os desenvolvedores tentem outras opções adequadas às necessidades e habilidades de cada paciente. Hawking usava o ACAT para transformar os movimentos faciais em texto e, posteriormente, voz

A Associação de Doenças do Neurônio Motor (MND Association) do Reino Unido elogiou a iniciativa da Intel.

“Ajudar a manter a comunicação de uma pessoa com esta doença pode ser simples como usar papel e caneta. Mas, à medida que a doença avança, as pessoas muitas vezes perdem o uso das mãos também”, disse Karen Pearce, diretora de assistência da MND Association.

“É aí que a tecnologia de ponta AAC (Comunicação Ampliada e Alternativa, que auxilia pessoas com dificuldades) pode ajudar, mas é vital que terapeutas de discurso e linguagem avaliem as melhores opções para as famílias.”

“Vai ser empolgante ver como vai funcionar essa abordagem de código aberto”, diz.

A “AAC é uma parte fundamental da minha vida. Ao contrário de pesquisas médicas, a tecnologia está avançando muito rapidamente, e é animador ver novas coisas surgindo todos os anos”, disse Euan MacDonald, que sofre de doença do neurônio motor e faz avaliações sobre acesso para deficientes no site Euan’s Guide.

“Quanto mais tecnologias que nos ajudem a expressar o que pensamos, melhor”, disse.

“Nossa esperança é que, ao deixar a plataforma configurável em código livre, os desenvolvedores vão continuar expandindo o sistema e adicionando novas interfaces para os usuários, novas modalidades de sensibilidade, predição de palavras e outros recursos”, comentou Sai Prasad, desenvolvedor do ACAT, no site da Intel.

A Intel espera que o ACAT, que roda no Microsoft Windows 7 e versões superiores, possa ser aperfeiçoado por pesquisadores que desenvolvem novas interfaces para pessoas que sofrem de doenças como a ELA (esclerose lateral amiotrófica), que afeta a Hawking.

O programa e o código-fonte completo foram publicados no site de compartilhamento de programação GitHub.

 

(*) Com agências

 

Comentários no Facebook