Kaspersky é acusada de criar vírus falsos para prejudicar rivais

Em 14 ago 2015 - 6:46pm por redação
Kaspersky é acusada de criar vírus falsos para prejudicar rivais

A empresa de antivírus Kaspersky é acusada por dois ex-funcionários de criar vírus falsos para prejudicar rivais no mercado. As informações são da Reuters, que publicou uma reportagem sobre o assunto.

De acordo os ex-funcionários, que não quiseram ter as suas identidades reveladas, a Kaspersky teria feito isso por mais de 10 anos, com o ápice tendo acontecido entre 2009 e 2013.

Como aponta a agência de notícias, a Kaspersky enganava os produtos de rivais como Microsoft, AVG e Avast a classificarem arquivos benignos como maliciosos.

E o cofundador da empresa russa, Eugene Kaspersky, teria ordenado alguns desses ataques como uma forma de vingança contra empresas menores de segurança que estaria copiando a tecnologia da Kaspersky em vez de desenvolver as suas próprias soluções.

Kaspersky nega

Em comunicado enviado para a Reuters, a Kaspersky negou veementemente a acusação de ter criado esses arquivos chamados de “falsos positivos”.

“Nossa empresa nunca conduziu nenhuma campanha secreta para enganar os rivais a gerarem falsos positivos para prejudicar sua posição no mercado”, afirmou a Kaspersky. “Ações como essa são antiéticas, desonestas, e sua legalidade é, no mínimo, questionável.”

Comentários no Facebook