Quase 70% dos moradores da América Latina não possuem acesso a 3G e 4G

Em 26 fev 2016 - 9:44pm por redação
Quase 70% dos moradores da América Latina não possuem acesso a 3G e 4G

Apens 33% da população da América Latina possui acesso a redes 3G e 4G, de acordo com novos relatórios sobre a região apresentados pela GSMA durante o Mobile World Congress 2016, em Barcelona, nesta semana. Ou seja, apenas 207 milhões de um total de 634 milhões de moradores da região acessam à Internet por meio da banda larga móvel.

A maior parte das pessoas da AL (57% ou 360 milhões) conta com cobertura de redes móveis de banda larga, mas não estão conectadas, conforme a GSMA. Os 10% restantes (cerca de 64 milhões) vive fora de uma área de cobertura de redes 3G ou 4G.

Mais conexões

O trio formado por Brasil (87,6 milhões), México (42 milhões) e Argentina (15,1 milhões) são as grandes forças da região neste segmento, já que respondem por aproximadamente 60% do total de usuários de banda larga móvel em números totais.

No entanto, países menores do que essas potências regionais se saem melhor na relação de proporção entre população e usuários. Por exemplo, Chile e Costa Rica, ambos com 50% da população conectada em redes móveis de banda larga, possuem os melhores números em termos de proporção na região. Logo atrás aparece o Brasil, com 43% dos usuários com conexões desse tipo – 51% dos brasileiros possuem cobertura, mas não são usuários e o 6% restante não possuem cobertura.

Obstáculos

Segundo a Pesquisa ao Consumidor 2015, feita pela GSMA Intelligence, e dados de outros estudos nacionais na região, as principais barreiras para essa inclusão digital dos moradores da AL ao 3G/4G incluem obviamente a cobertura de rede, a falta de acessibilidade (por conta da alta desigualdade social), a falta de conhecimentos por parte das pessoas e a ausência de conteúdos considerados localmente relevantes.

*o jornalista viajou para Barcelona a convite da Intel

Comentários no Facebook