Amazon abre competição para escolher endereço para nova sede

Em 12 set 2017 - 12:39pm por redação
Amazon abre competição para escolher endereço para nova sede - IDG Now!

Após anos de rápido crescimento em sua terra natal, Seattle (EUA), a Amazon.com agora busca construir mais uma base em outra cidade norte-americana. No entanto, não será apenas uma filial.

O fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezos, espera que o que ele chama de “HQ2” (HeadQuarter2) seja igual a sede de Seattle.

O novo escritório deve atingir cerca de 50 mil trabalhadores. A unidade de Seattle conta com mais de 40 mil, de uma força de trabalho mundial de 380 mil.

Além de contratar novas equipes, a gigante do varejo online planeja dar a possibilidade do time senior escolher onde gostaria de se alocar, na antiga ou na nova sede – ou mesmo ambas.

Ter uma equipe dividida entre duas cidades – que podem vir a estar em lados opostos do continente – poderia empurrar a empresa a adotar novas soluções de telepresença para reuniões.

A Amazon certamente possui a infraestrutura de comunicação para fazer um movimento de teletrabalho entre as duas localizações, com largura de banda dedicada entre os data centers.

Outra possibilidade intrigante é levantada pela busca da Amazon por um endereço na América do Norte, e não apenas nos EUA.

Bezos e o presidente do país, Donald Trump, não são exatamente fãs um do outro, e criar uma segunda sede com todas as capacidades da primeira, apenas sobre a fronteira canadense, poderia dar vantagem política adicional a Bezos.

Vancouver, a apenas 250 quilômetros de Seattle, atende a maioria dos critérios que a empresa estabeleceu para sua futura segunda casa. Somente no mês passado, fechou um acordo para arrendar mais 13.500 metros quadrados de espaço de escritórios em solo canadense. (Em Seattle, já ocupa cerca de 750 mil metros quadrados de espaço de escritórios).

A Amazon está procurando um terreno em área metropolitana com mais de um milhão de habitantes, em uma área que atrairá forte talento técnico.

O endereço não precisa estar no centro da cidade e nem precisa estar pronto para locação, desde que possa ser preparado rapidamente. Os municípios que desejam enviar uma oferta só têm até 19 de outubro para responder ao pedido de proposta da Amazon, que planeja anunciar a escolha para sua nova sede no próximo ano.

 

Comentários no Facebook