GM planeja lançar serviço de táxis autônomos em 2019

Em 4 dez 2017 - 11:50am por redação
GM planeja lançar serviço de táxis autônomos em 2019 - IDG Now!

A General Motors planeja comercializar o seu serviço de compartilhamento de carros autônomos já em 2019. É um prazo ambicioso tendo em vista que uma de suas principais concorrentes, a Ford, anunciou anteriormente que planeja lançar sua frota de veículos sem motorista  para o ano de 2021. Segundo informações do The Verge, executivos da GM fizeram o anúncio nessa quinta-feira (30) em reunião com investidores.

Os veículos da montadora já circulam em testes nas ruas da Califórnia. Recentemente, a empresa informou que sua frota se envolveu em 13 acidentes neste ano, sendo que seis deles aconteceram apenas no mês de setembro. Segundo a GM, não foram colisões graves e ninguém se feriu. Os incidentes teriam sido causados pela imprudência de outros motoristas e não pela tecnologia que equipa os carros.

Na cada vez mais concorrida estrada para carros autônomos, a tradicional montadora tem sido pressionada por empresas que há uma década sequer estavam no radar da indústria automobilística. A Waymo, divisão de carros autônomos da Alphabet, e a Uber, tem corrido para comercializar serviços onde um motorista será dispensável ao volante.

Nesta mesma semana, a Waymo anunciou que sua frota de carros conquistou mais de 6 milhões de quilômetros rodados, colocando à frente de qualquer outra montadora que testa a tecnologia. A empresa também se prepara para iniciar um teste limitado de um serviço, onde usuários chamariam um dos seus veículos por meio de um aplicativo como o Uber ou Lyft.

A GM tem reagido e anunciou no mês passado que a sua divisão para veículos autônomos, a Cruise, compraria a startup Strobe, que desenvolve sensores LiDAR, responsáveis por fazer com que os carros “enxerguem” os seus arredores.

Apesar de colocar a data de 2019 como uma meta de lançamento para o seu serviço, a GM não deu mais detalhes de quais cidades receberiam o seu serviço de táxis autônomos. A aposta é que se inicie em São Francisco, onde os carros já são testados.

 

Comentários no Facebook