Brasileiros criam aplicativo de relacionamento na contramão do Tinder

Em 25 jan 2018 - 12:34pm por redação

Lançado no ano passado, o Deeper é um aplicativo de relacionamento que promete ser uma alternativa ao Tinder, o app que popularizou a paquera online ao permitir que usuários selecionem seus pretendentes com base em fotos e geolocalização.

Já o app brasileiro defende que a compatibilidade vai além das aparências e por isso permite que seus usuários ocultem suas fotos do perfil. Eles podem revelá-las quando acreditar que existe realmente uma afinidade com

Lucas Pereira, fundador do Deeper, diz que não gostava da ideia de “cardápio humano” que os apps de relacionamento atuais entregam, onde se elege alguém para conversar a partir da fotogenia alheia. A solução foi entregar um aplicativo onde, na teoria, as pessoas se sintam mais à vontade para conversar e seguras para mostrarem suas personalidades.

Como funciona

O aplicativo está disponível para download gratuito nas lojas App Store e Google Play. Ao se inscrever no app, o usuário escolhe seus hobbies e preferências, algo que facilita possíveis combinações. Um algoritmo calcula o percentual de compatibilidade com possíveis combinações e o usuário decide se inicia a conversa.

As fotos dos usuários estão lá, mas ficam levemente borradas algo que, segundo o desenvolvedor, “aguça a curiosidade do pretendente ou da pretendente”.

Um dos recursos integrados ao app pode ser um tanto invasivo. No caso, a Timeline do Deeper mostra informações sobre locais que as pessoas frequentam e páginas que elas curtem, dados trazidos do Facebook. A ideia aqui é que tais informações possam ajudar o usuário ou usuária a escolher a combinação, digamos, mais “apropriada”. Afinal, em tempos de debates calorosos nas redes sociais, pode ser melhor evitar aqueles cujas opinões vão ao extremo lado oposto da sua.

Comentários no Facebook