10 dicas para fazer a bateria do seu smartphone durar mais

Em 15 maio 2018 - 5:53pm por videobes


Mesmo em 2018, ainda é difícil passar muito mais do que 24 horas sem precisar recarregar a bateria do seu smartphone. Tecnologias melhores simplesmente ainda não chegaram ao mercado, o que significa que fica a cargo do software e das configurações a possibilidade de estender a duração da bateria pelo maior tempo possível.

As fabricantes de smartphones, sistemas e chips estão trabalhando para melhorar as coisas neste sentido. Os mais recentes chips da Qualcomm são mais eficientes do que nunca em termos de uso de energia, e o ainda inédito Android P terá um modo chamado Adaptive Battery, que limita a quantidade de energia que pode ser usada pelos apps que você não utiliza muito.

No entanto, você provavelmente nunca poderá usar um smartphone por sete dias seguidos sem precisar recarregar a bateria – a razão são aquelas telas lindas e enormes, além de recursos como Wi-Fi, Bluetooth, GPS e 4G – sem contar os games e os vídeos.

Ao seguir os nossos conselhos e fazer algumas poucas mudanças nas configurações do seu aparelho (e talvez até mudando a maneira como você usa o celular), você deverá conseguir estender de forma significativa a duração da bateria. Confira abaixo a nossa dica especial com 10 maneiras para ampliar a duração da bateria do seu smartphone.

(Também sempre é válido ter um power bank a mão, uma vez que eles estão mais acessíveis e portáteis do que nunca.)

1-Diminua o brilho da tela ou use o brilho automático

Você adora a tela enorme e colorida do seu aparelho, mas ela é uma inimiga mortal da bateria. Mais do que qualquer outro componente do aparelho, o display consome a bateria a um ritmo alucinante.

A maioria dos smartphones do mercado inclui um recurso de brilho automático que ajusta automaticamente o brilho da tela para se adequar aos níveis de iluminação de cada ambiente.

Esse modo usa menos energia do que ficar usando a tela com o brilho no máximo, é claro, mas você terá resultados ainda melhores ao deixar o brilho sempre no mínimo possível que puder tolerar – e enxergar. Mesmo que você não siga nenhuma das outras dicas da lista, adotar apenas esse primeiro item já deverá ampliar significativamente a bateria do aparelho.

2-Diminua a duração da luz de fundo da tela

No menu de configurações de tela do aparelho, você deverá encontrar uma opção chamada de Screen Timeout, Sleep ou algo assim. Essa configuração controla o tempo que a tela do celular fica ligada após receber um comando, como um toque, por exemplo.

Todo segundo conta aqui, por isso é importante configurar esse período para o mais curto possível. Na maioria dos aparelhos Android, o mínimo é 15 segundos. Se o tempo da duração da luz de fundo do seu aparelho estiver atualmente em 2 minutos, considere diminui-lo para 30 segundos ou menos.

3-Desabilite o Bluetooth

Não importa o quanto você gosta de usar o Bluetooth com o seu fone de ouvido, alto-falante ou rastreador de atividades, o fato é que o recurso fica constantemente em busca de sinais do mundo exterior. Quando você não estiver no seu carro, ou ouvindo música no fone ou caixa de som wireless, é importante desabilitar o Bluetooth. Desta maneira, é possível adicionar uma hora ou mais à duração de bateria do seu aparelho.

4-Desabilite o Wi-Fi

Assim como o Bluetooth, o Wi-Fi suga bastante bateria. Apesar de você precisar usar uma conexão Wi-Fi em casa ou no escritório algumas vezes, em vez do 3G/4G, não há muita razão para deixar o Wi-Fi habilitado o tempo todo. Desligue-o quando sair de casa e só o habilite novamente quando planejar usar serviços de dados próximos da sua rede Wi-Fi.

5-Pegue leve no GPS e nos serviços de localização

Outra coisa que suga muita bateria são apps usando GPS, Wi-Fi e dados móveis para monitorar a sua localização. Como usuário, você pode revogar o acesso dos apps aos serviços de localização, ou configuração níveis para determinar a quantidade de energia usada no processo. Nas configurações, selecione a área de localização e então use a opção Alta Precisão quando necessário, ou o modo Economia de Bateria quando não precisar da funcionalidade.

Gerencie com cuidado o que você permite que cada aplicativo acesse. Liberar que os apps se integrem com a sua localização, câmera ou cartão SD pode ser conveniente, mas nem sempre é algo necessário. Conceder muitas permissões para um app que nunca as usa vai sugar sua bateria sem trazer nenhum benefício prático.

6-Não deixe apps rodando em segundo plano

O multitarefa certamente é um recurso poderoso dos smartphones. Mas também pode usar muita energia do seu aparelho, já que cada app que você roda usa uma fatia dos ciclos do processador.

Ao encerrar os apps que não está realmente usando, você pode reduzir drasticamente o fluxo de trabalho da CPU e reduzir o consume de energia. No Android, basta tocar no botão de multitarefa e deslizar para fechar os apps que quiser. No iOS, é preciso tocar duas vezes no botão Home para que a tela de multitarefa apareça e você possa fechar os aplicativos.

Tanto o iOS quanto o Android possuem monitores de bateria. Então você pode verificar exatamente quanto cada app está usando e descobrir quais deles estão utilizando muita energia. Feito isso, você pode apagar esses apps ou certificar-se de fechá-los quando eles não estiverem sendo realmente usados.

7-Não use o modo “vibrar”

Prefere que seu celular vibre para te avisar sobre novas ligações e mensagens? Entendemos a sua preferência. Infelizmente, o modo vibrar usa muito mais energia do que apenas tocar um ringtone. Afinal de contas, o ringtone só precisa fazer uma pequena membrana do alto-falante do aparelho vibrar para produzir som. Em contraste, o motor de vibração gira um pequeno peso para fazer todo o seu aparelho tremer. E esse processo usa muito mais energia. Caso não queira ser importunado por toques altos, considere deixar o smartphone sem notificações desse tipo e em um lugar em que você possa ver quando uma nova ligação estiver chegando.

8-Desabilite notificações não essenciais

Parece que todos os apps agora ficam acessando a Internet em busca de atualizações, novidades, mensagens e outras informações. Quando acha algo, o app pode reproduzir um som, acender a tela e mostrar uma mensagem, fazer seu LED piscar ou todas as opções anteriores juntas. E essas coisas todas consomem energia.

Você provavelmente não quer desabilitar notificações sobre novas mensagens de texto ou ligações perdidas, mas desligar notificações supérfluas vai ajudar a sua bateria a durar mais, além de eliminar distrações inúteis do seu dia.

9-Desabilite a sincronização constante de e-mails

Ter o seu smartphone checando constantemente se há novos e-mails é um desperdício de energia. Em vez de permitir que os e-mails sejam encaminhados para o seu celular a qualquer momento, por que não mudar a configuração para um intervalo em torno de 15 ou 30 minutos se você não precisa responder a essas mensagens imediatamente?

10-Habilite os modos de economia de energia

Dependendo do seu smartphone, você pode encontrar algum modo de energia próprio da fabricante que não esteja disponível no Android por padrão.

De qualquer forma, é recomendado utilizar essas ferramentas. Isso porque o modo de economia de bateria gerencia vários recursos que consomem energia do seu telefone para você. Por exemplo, o recurso pode evitar que apps atualizem em segundo plano, diminuir o brilho da tela, o tempo que o display fica ligado, desabilitar animações e desligar o modo de vibração.

Por padrão, esse modo costuma entrar em ação quando o nível da sua bateria fica abaixo dos 20%, mas você pode configurá-lo para começar a funcionar um pouco antes, por volta dos 30%

Comentários no Facebook