5 passos para incentivar o networking em escritórios compartilhados

Em 1 jun 2018 - 1:20pm por videobes


Desde que ficou mundialmente famoso como uma incubadora de startups, o coworking é reconhecido como um ambiente propício ao networking. Com profissionais de diversos setores e de variados perfis, essa característica é um grande atrativo para quem adere a um escritório compartilhado.

No entanto, é sempre bom incentivar a sociabilidade entre os frequentadores do espaço compartilhado, com algumas medidas simples e efetivas que podem ser tomadas pela administração do coworking. “A integração e a comunicação ampliam o conhecimento e trazem benefícios financeiros e profissionais aos clientes do coworking”, comenta Bruna Lofego, que é especialista e uma das pioneiras do ramo no Brasil.

Abaixo, veja cinco sugestões para estimular o networking:

1 – “Quebre o gelo”
No primeiro dia de um frequentador em um coworking, independentemente do perfil do escritório, é sempre indicado apresentar o ‘novato’ está chegando aos “veteranos”.

“É aquilo que se chama popularmente de ‘quebrar o gelo’. Basta fazer as apresentações que as pessoas já se sentem um pouco mais à vontade para continuar a interação, perguntando sobre temas específicos, trocando ideias e, quem sabe, descobrindo habilidades e interesses em comum”, explica.

2 – Organize eventos
Há uma infinidade de tópicos relacionados a crescimento profissional, habilidades específicas e mercado de trabalho que podem ser temas de palestras que interessarão a muitos profissionais que atuam em coworking.

“O segredo é oferecer palestras gratuitas, que abordem assuntos relevantes para o público-alvo dos coworkings, como autônomos e profissionais liberais. É bom organizar os eventos com uma periodicidade definida, como uma vez por semana ou a cada 15 dias, sempre no mesmo dia da semana. Assim os clientes já saberão que em determinado dia haverá uma palestra”, sugere.

“Eventos desse gênero sempre ajudam a promover a interação, pois os frequentadores têm a oportunidade de se encontrar fora da correria do dia a dia, com mais tempo disponível para interagir ou debater sobre assuntos ligados à vida profissional, ou até mesmo pessoal”, complementa Bruna.

3 – Invista na comunicação interna
O incentivo à comunicação entre as pessoas pode ser feito de diversas maneiras, desde grupos no WhatsApp até o bom e velho mural de recados.

“Eu já vi muita interação entre clientes começar por meio de uma página do Facebook”, conta Bruna. “Mesmo as pessoas tímidas se sentem mais à vontade no ambiente virtual. O importante é criar vários canais para os frequentadores se comunicarem: grupo do whatsapp, fanpage no Facebook, ou até mesmo um chat de comunicação interno”, explica a especialista.

4 – Promova a rotatividade
Algumas empresas adotaram a cultura de rotação de funcionários, para que todos conheçam as diferentes áreas e atividades. Isso é conhecido como “job rotation”. Para Bruna, isso pode ser facilmente adaptado aos coworkings.

“Mesmo quando não existe um local de trabalho fixo, as pessoas tendem a se sentar sempre nos mesmo lugares, entrar e sair nos mesmos horários etc.Tente romper com essa rotina. Uma forma simples de fazer isso é estipular a regra de que não se pode utilizar duas vezes seguidas uma mesma estação de trabalho. Isso forçará os frequentadores a explorar melhor o espaço compartilhado, interagindo com pessoas diferentes a cada visita”.

5 – Ofereça momentos de lazer
Sabe aquela série de TV que tem milhares de fãs aficionados em todo o mundo? Que tal propor uma exibição no seu espaço de coworking na noite de estreia? Prepare a pipoca e transforme o escritório em uma sala de cinema.

“Esta é uma maneira simples e barata de reunir o pessoal fora do cotidiano de trabalho, e mostrar que eles têm interesses em comum, sobre os quais podem papear. Se não for uma série, pode ser um filme ou documentário, por exemplo”.

Comentários no Facebook