Netflix anuncia acordo exclusivo com Álex Pina, criador de La Casa de Papel

Em 12 jul 2018 - 2:41pm por videobes

A Netflix anunciou nesta quinta-feira (12) um contrato de exclusividade com o roteirista e produtor Álex Pina, o nome por trás de “La Casa de Papel”, a série em língua não-inglesa de maior audiência da Netflix. Pelos termos do acordo, Pina produzirá novas séries e projetos com exclusividade para os 125 milhões de assinantes Netflix do mundo todo, informou a companhia por meio de nota.

“É um grande prazer anunciar o acordo com Álex Pina e poder trabalhar com um criador e uma equipe de produção tão talentosos. Temos certeza de que Álex continuará quebrando barreiras e conquistando o mundo todo com sua visão e histórias tão singulares”, disse Erik Barmack, Vice-presidente de Conteúdo Original Internacional da Netflix.

“Estamos vivendo um momento em que as séries estão se tornando um dos mais relevantes fenômenos culturais da história”, comentou Álex Pina. “A possibilidade de alcançar os lugares mais remotos do planeta e construir um mundo onde conteúdos de todos os idiomas tenham acesso global é parte do sonho de milhares de mentes criativas de todas as partes. Produções de pequenos lugares do mundo podem hoje alcançar a todos. Nós tínhamos que estar ao lado da Netflix participando desse desafio revolucionário”, completou.

Como parte do acordo, a produtora espanhola de Pina, a Vancouver Media, dará agora início a produção da terceira temporada de “La Casa de Papel”. O lançamento é previsto para 2019. Dentre outros projetos escritos e produzidos por Pina, está “Sky Rojo”, um drama de ação com protagonista feminina atualmente em desenvolvimento e com início de produção previsto para 2019.

Pina também é autor e diretor do filme ‘Kamikaze’ (2004), vencedor do prêmio do público no Festival Internacional de Miami. Também escreveu e dirigiu ‘Fuga de Cérebros’ (prêmio Biznaga de Plata no Festival de Málaga), ‘Paixão Sem Limites’, ‘Fuga de Cerébros 2’ e ‘Sou Louco Por Você’, um dos maiores sucessos de bilheteria dos últimos anos na Espanha.

Comentários no Facebook