Hacker que roubou fotos íntimas da atriz Jennifer Lawrence é condenado à prisão

Em 30 ago 2018 - 2:32pm por videobes

George Garofano, de 26 anos, foi condenado a oito meses de prisão nessa quarta-feira (30) pelo esquema que expôs fotos íntimas da atriz Jennifer Lawrence e de outras celebridades.

Garofano foi acusado de hackear ilegalmente as contas privadas do iCloud da Apple de 240 pessoas, incluindo estrelas de Hollywood, bem como usuários comuns da Internet. Sua ação permitiu que fotos nuas e informações pessoais das vítimas fossem espalhadas pela Internet.

Além de Garofano, outras três pessoas foram acusadas no escândalo de 2014, no qual fotos de Kate Upton, Kirsten Dunst também foram publicadas online.

Em abril deste ano, o rapaz admitiu que enviou e-mails para as vítimas enquanto se passava pela equipe de segurança online da Apple, a fim de obter seus nomes de usuário e senhas. Um juiz federal de um tribunal distrital dos Estados Unidos em Bridgeport, Connecticut, ordenou a Garofano que cumprisse a pena de prisão, seguido de três anos de liberdade supervisionada.

Em um memorando de condenação ao tribunal, a promotoria escreveu “O crime de Garofano foi grave. Ele invadiu ilegalmente as contas on-line de suas vítimas, invadiu sua privacidade e roubou suas informações pessoais, incluindo fotos particulares e íntimas. Ele não se envolveu nessa conduta em apenas uma ocasião. Ele se envolveu nessa conduta 240 vezes ao longo de 18 meses.”

O texto ainda diz que além de guardar para si as fotografias que roubou, Garofano as disseminou para outras pessoas. “Ele também pode tê-las vendido a outras pessoas para ganhar renda extra. Ao cometer esta ofensa, o Sr. Garofano agiu em completo e absoluto desrespeito pelo impacto sobre a vida de suas vítimas.”

Já a defesa Garofano disse diante do tribunal que o rapaz, tendo amadurecido, aceitou a responsabilidade por suas ações e não tem tido problemas com a lei desde então. “Não há nada que sugira que ele jamais se envolva nessa ou em qualquer outra conduta criminosa no futuro”, escreveu o advogado de defesa Richard Lynch.

Os outros três hackers já foram condenados a penas de nove meses a 18 meses de prisão.

Comentários no Facebook