Campanha no WhatsApp pede boicote a artistas que foram contra Bolsonaro

Em 30 out 2018 - 2:37pm por videobes


Apoiadores do presidente eleito Jair Bolsonaro, do PSL, estão convocando usuários via WhatsApp a boicotarem diversos artistas, intelectuais e jornalistas que se posicionaram contra o político durante a campanha eleitoral, encerrada no domingo, 28/10. As informações são do Congresso em Foco.

Segundo o site especializado, a mensagem disseminada pelo aplicativo reúne mais de 700 nomes que assinaram o manifesto Democracia Sim (veja mais abaixo) e que, de acordo com a campanha no WhatsApp são “Artistas que se manifestaram contra a vontade do povo, pois mamam do dinheiro público!”.

O Congresso em Foco conversou com especialistas em direito que apontam que as pessoas citadas nessa lista compartilhada no WhatsApp podem encontrar com processos por ofensa contra quem espalhou as mensagens.

Democracia Sim

“É preciso dizer, mais que uma escolha política, a candidatura de Jair Bolsonaro representa uma ameaça franca ao nosso patrimônio civilizatório primordial”, afirma o grupo Democracia Sim em sua página oficial – o coletivo diz defender a democracia e busca combater o autoritarismo, conforme sua página.

A lista de pessoas que assinam o manifesto em questão traz desde cantores e cantoras como Anitta, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Mano Brown, e Chico Buarque até nomes da TV e do cinema como Camila Pitanga, Patrícia Pillar, Mel Lisboa, Wagner Moura, Fernando Meirelles, Walter Salles, incluindo ainda jornalistas como Juca Kfouri, Eugênio Bucci, Zeca Camargo e Bruno Torturra.

Comentários no Facebook