Primeiras impressões: colocamos as mãos no novo MacBook Air e aqui está o que achamos

Em 31 out 2018 - 12:31pm por videobes


A Apple não perdeu tempo em apresentar o novo MacBook Air em seu evento realizado em Nova York, nessa terça-feira (30). A companhia ainda revelou um novo iPad Pro e uma atualização para o Mac Mini. Mas confesso que minha atenção foi automaticamente para o novo laptop assim que consegui entrar na área de testes do evento.

E logo de cara a impressão que fica é que para um novo produto que há anos vem sendo comentado e divulgado, o MacBook Air é muito familiar. Ainda tem o design clássico e escassez de portas. Ainda é maior e mais pesado que o MacBook Air “tradicional”. E, sim, tem uma crise de identidade. Dito isso, quando eu o peguei uma pela primeira vez, eu queria levá-lo para casa. Há algo sobre o MacBook Air que é reconfortante e familiar, e é provavelmente por isso que a Apple não mudou muito a estética para a versão 2018. Você não mexe com os clássicos.

E o novo MacBook Air, embora certamente seja uma melhoria geral em relação à versão que ele substitui, parece muito com um MacBook clássico. O design é instantaneamente reconhecível, como uma versão maior do MacBook de 12 polegadas. O ajuste, acabamento e sensação do novo MacBook Air é quase idêntico ao do MacBook, com a mesma tela Retina, molduras pretas e o gigantesco trackpad Force Touch. Até mesmo o teclado borboleta retroiluminado tem a mesma sensação de cliques, sem as viagens acolchoadas dos novos MacBooks.

O MacBook Air é um pouco mais pesado, um pouco mais grosso e um pouco maior, mas não abertamente, mesmo com uma tela maior. A nova tela Retina é uma melhoria significativa em relação à versão antiga, mas nada que você ainda não tenha visto no MacBook e no MacBook Pro. E tem um novo sensor de ID de toque à direita da tecla F12, para que você obtenha a melhor parte da barra de toque sem a barra de toque. O trackpad Force Touch também é novo para o Air, mas não é diferente do que o do Pro.

No geral, parece uma fusão do MacBook e MacBook Air, que nunca foram tão diferentes para começar. Não é uma reinvenção da roda nem do Mac, mas é um notebook muito bom, com um ótimo design e uma tela maravilhosa. As novas opções de cores cinza e dourado são uma adição bem-vinda, se não em atraso.

Comentários no Facebook