Quase 80% das fintechs brasileiras faturou menos de R$500 mil no último ano

Em 13 nov 2018 - 4:07pm por videobes


A maioria (78%) das fintechs brasileiras faturaram menos de 500 mil reais nos últimos 12 meses, conforme um novo estudo elaborado pela Visa sobre o setor no país.

Intitulado “Mapa das Fintechs Brasileiras”, o levantamento também aponta que somente 16,6% das startups brasileiras focadas em serviços financeiros superou a marca de 1 milhão de reais de faturamento no último ano.

Investimentos

Além disso, a pesquisa, que foi realizada a , a partir de informações das mais de 230 inscritas no Programa de Aceleração Visa 2018, aponta ainda que uma em cada cinco (22%) fintechs do país recebeu investimento do tipo anjo ou de venture capital desde a sua fundação.

Entre as startups que já receberam aportes, cerca de metade (55,4%), captou até 500 mil reais. Enquanto isso, 17% recebeu entre 500 mil reais e 1 milhão de reais, outros 17% entre 1 milhão e 2 milhões de reais, e 10,6% mais de 2 milhões de reais.

De acordo com o documento elaborado pela Visa, o tempo médio entre a negociação e o recebimento do investimento para a maior parte (63%) das fintechs entrevistadas foi de até seis meses.

Entraves

A regulação foi citada por 20,2% dos empreendedores da área como o principal entrave ao crescimento das fintechs no país. Logo atrás, com 18,4%, foi citada a “falta de capacidade de entendimento do mercado para inovações na área financeira”.

Outros desafios citados foram a concorrência, com 13,4%, o desenvolvimento próprio da startup, com 11,7%, e a burocracia das grandes empresas, com 10,6%.

Sudeste lidera

Por fim, vale destacar que o Mapa das Fintechs Brasileiras traz ainda informações sobre a distribuição geográfica das startups, com a região Sudeste concentrando boa parte dessas startups, com 55% delas em SP e 8% no RJ. O Rio Grande do Sul, na região Sul, aparece em terceiro, com 7,2% do total dessas empresas.

Metodologia

Segundo a Visa, as informações do Mapa das Fintechs Brasileiras foram tiradas do questionário de inscrição para participar do Programa de Aceleração Visa a partir de questões específicas sobre faturamento, dificuldades para expansão do negócio, mercado de atuação, histórico de investimentos, descrição da equipe, entre outras.

Comentários no Facebook