Acesso universal à Internet não deve virar realidade antes de 2050

Em 16 jan 2019 - 11:15am por videobes


Em dezembro de 2018, foi revelado que, pela primeira vez na história, mais da metade da população tem acesso à Internet, conforme dados da ITU (International Telecommunication Union), ligada à Organização das Nações Unidas, a ONU.

No entanto, o chamado “acesso universal” à Internet, que prevê cerca de 90% da população conectada, ainda está longe de virar realidade. Segundo especialistas ouvidos pelo The Guardian, isso não deve acontecer antes de 2050.

“Se houver qualquer tipo de hesitação na taxa de pessoas ficando on-line, o que parece existir, então teremos um desafio real em atingir, 70%, 80% ou 90% conectados”, aponta ao jornal britânico o CEO da World Wide Web Foundation, Adrian Lovett.

Nos últimos anos, conforme dados publicados recentemente pela ITU, o crescimento no acesso global à Internet vem desacelerando de forma significativa. Para efeito de comparação, a taxa de aumento de conectividade caiu de 19%, em 2007, para menos de 6% em 2017.

Desta forma, conseguir expandir o acesso à web para a outra metade do planeta deverá ser mais difícil do que foi com os 50% iniciais. “A única razão pela qual temos 50% das pessoas on-line é porque a maior parte do mundo desenvolvido está muito à frente. Isso coloca o mundo em desenvolvimento em um lugar ruim, em uma situação que é ainda mais urgente”, aponta ao The Guardian a diretora executiva da Alliance for Affordable Internet, Sonia Jorge.

Enquanto na África, 24% da população está conectada à Internet, as taxas são de 79,6% e 69,6%, respectivamente, na Europa e nas Américas, de acordo com informações do ITU

Comentários no Facebook