Após protestos, Amazon desiste de nova sede em Nova York

Em 15 fev 2019 - 4:29pm por videobes

A Amazon anunciou oficialmente nesta quinta-feira, 14/2, que desistiu dos planos de construir uma sede em Nova York, nos Estados Unidos. Em um comunicado sobre o assunto publicado no seu site, a empresa de Jeff Bezos afirma estar decepcionada por cancelar o projeto do chamado HQ2 em Long Island City, no bairro do Queens.

“Após pensar e deliberar muito, decidimos não seguir em frente com os nossos planos de construir uma sede para a Amazon em Long Island City, Queens. Para a Amazon, o comprometimento de construir uma nova sede exige relacionamentos positivos e colaborativos com oficiais estaduais e locais eleitos que serão apoiadores no longo prazo”, afirma a companhia.

A escolha de Nova York como uma das novas sedes da empresa, juntamente com Arlington, na Virgínia, foi anunciada em novembro do ano passado após meses de uma busca pública que mobilizou dezenas e dezenas cidades pelos EUA.

No entanto, mais recentemente, a iniciativa passou a ser alvo de protestos de diversos políticos, que criticavam um possível subsídio em impostos para a empresa de Bezos, considerado atualmente a pessoa mais rica do mundo, e eventuais impactos da nova sede na comunidade local e seu funcionamento.

“Apesar de pesquisas mostrarem que 70% dos nova-iorquinos apoiam nossos planos e investimentos, alguns políticos locais e estaduais deixaram claro que se opõem à nossa presença e não trabalharão conosco para construir os tipos de relacionamentos necessários para seguir em frente com o projeto que nós e muitos outros visualizamos em Long Island City”, afirma a empresa no texto citado acima.

Segundo o The Guardian, a notícia sobre a desistência da Amazon não foi bem recebida pelo prefeito de NY, Bill de Blasio, que criticou duramente a empresa. “Você precisa ser duro para se dar bem em Nova York. Demos à Amazon a oportunidade de ser uma boa vizinha e fazer negócios na maior cidade do mundo. Em vez de trabalhar com a comunidade, a Amazon jogou essa oportunidade fora.”

Já o governador do estado de NY, Andrew Cuomo, criticou os políticos que protestaram contra a empresa, conforme aponta o jornal britânico. “Um pequeno grupo de políticos colocou os seus próprios interesses políticos estreitos acima da sua comunidade – que pesquisa após pesquisa demonstrou um enorme apoio em trazer a Amazon para Long Island City – e do futuro econômico do estado e dos melhores interesses das pessoas deste estado.”

Comentários no Facebook