Volkswagen aposta em concessionária digital com Realidade Virtual e tablets

Em 22 mar 2019 - 1:41pm por videobes


A Volkswagen anunciou nesta semana o lançamento no Brasil de um novo modelo de concessionárias com foco em serviços digitais e tecnologias, que a empresa chama de Concessionária Digital.

Por meio do projeto, que foi desenvolvido no país, os clientes podem acessar todas as informações sobre os principais automóveis da montadora através de totens e tablets, incluindo visualizar diferentes modelos, cores e formas de pagamento.

Também é possível “conhecer” o interior de diversos veículos, independentemente de eles estarem presentes fisicamente na concessionária ou não, graças aos óculos da Realidade Virtual (VR) disponíveis nessas “lojas do futuro”.

Além de fornecer uma experiência diferente ao consumidor, a iniciativa tem o objetivo de habilitar concessionárias mais enxutas, com tamanhos a partir de 90 metros quadrados, uma vez que não é preciso ter todos os automóveis em exposição no local, segundo a empresa.

Após operar em fase piloto em 10 lojas pelo país desde o último mês de novembro, o projeto agora se prepara para a sua fase de rollout.

De acordo com o Gerente Executivo de Digitalização e Novos Modelos de Negócios da Volkswagen América do Sul, Fabio Rabelo, a recepção da novidade junto às lojas no Brasil superou as expectativas da companhia.

Isso porque o plano inicial da VW era ter 100 concessionárias neste modelo no Brasil até o final do ano. No entanto, foram feitos 150 pedidos em apenas uma semana, explica o responsável pelo projeto.

Para contar com todas essas tecnologias, cada loja precisa desembolsar cerca de 30 mil reais, conforme a VW. Esse valor abrange todo o pacote necessário para fornecer a experiência futurista citada acima aos clientes, incluindo móvel, TV, computador, celular e óculos de VR.

E os planos da empresa para a concessionária digital não se limitam ao Brasil, já que a companhia também pretende levar a iniciativa para outros países da América do Sul, como Argentina, Chile e Uruguai, ainda no primeiro semestre deste ano.

Comentários no Facebook