Cinco aplicativos são vilões da bateria do iPhone, veja quais

Em 14 nov 2019 - 1:29pm por videobes

Os aparelhos da Apple são famosos por muitas razões. Seja por sua câmera, poder de processamento ou sistema operacional; mas uma coisa que incomoda alguns é a bateria dos dispositivos. Em alguns modelos a carga não dura muito tempo, o que obriga que ele seja carregado mais de uma vez por dia.

Um dos fatores que pode contribuir para isso é a otimização de alguns apps do sistema. Em muitos casos, um único aplicativo é o grande vilão dos usuários de iPhone. Pensando nisso, o site Yahoo listou cinco aplicativos famosos por “sugarem” a bateria dos aparelhos. Além de desmascará-los, a postagem oferece dicas de como modificar suas configurações para reestabelecer a vida útil da bateria.

Facebook

No caso do Facebook, um dos grandes problemas é o fato de ele rodar muitos processos em segundo plano. Um deles, o de rastrear a localização do usuário, é um dos menos utilizados, por isso, ele pode ser desabilitado enquanto o usuário não estiver precisando dele.

Além disso, o iPhone possui uma opção que atualiza a home dos aplicativos em segundo plano – o que é bastante útil no caso de apps de notícias, por exemplo, mas que, no caso do Facebook, pode ser desativado sem grandes problemas para o usuário.

Desativar as notificações também é uma boa ideia, já que ele fica constantemente procurando por conteúdos relevantes ou interações de pessoas conhecidas para exibir. Por fim, desativar a opção de reprodução automática dos vídeos da plataforma pode ajudar e muito na recuperação da bateria e na otimização do aplicativo.

Google Maps

No caso do Google Maps, os ajustes são bem mais sutis, mas podem ser essenciais para a recuperação da vida útil da bateria.

A primeira alteração é na localização do aplicativo. Constantemente o app faz uma varredura para saber onde o usuário está, com isso, pode oferecer serviços personalizados. Mas a opção ideal para poupar bateria nesse caso é selecionar o item que faz com que o Maps pergunte toda vez que precisar usar a sua localização. Outra dica é desativar as notificações, pois muitas vezes elas não são necessárias.

Snapchat

A primeira coisa, como nas opções anteriores, é desativar a localização do aplicativo. O Snapchat não depende da localização do usuário para funcionar, por esse motivo, ela não chega a ser tão necessária quanto no Google Maps, por exemplo.

Messenger

Para o caso do Messenger, é possível poupar alguma bateria – e armazenamento – trocando para a versão Lite do aplicativo. Ela é relativamente menor e possui as mesmas funções principais.

WhatsApp

Para o WhatsApp a recomendação é a mesma: desabilitar as notificações. Elas são algumas das principais responsáveis pelo alto uso de bateria ao utilizar o aplicativo.

Comentários no Facebook